top of page
  • Foto do escritorDuarte Dionísio

Alkateya - “Replay”

Atualizado: 27 de jan. de 2021

Os Lobos do Heavy Metal Português

Alkateya - “Replay”

Lançamento: 2003

Sonoridade: Heavy Metal

Editora: J. Pinto (edição de autor)

Produção: J. Pinto

Capa: Paulo Leitão

Formato: CD

Lista de músicas:

1 - Rock On, Roll Out

2 - Exodus

3 - Demon Rider

4 - Face To Face (We Are One)

5 - Lusitania - Mare Clausus, Ruler Of The Sea

6 - The Call & The Crash (All Men Stand Still)

7 - Star Riders

8 - Old Man

9 - Alkateya

10 - Nightmare

Muitos de nós seguiram religiosamente o Lança-Chamas, seminal programa radiofónico emitido na Rádio Comercial, da autoria do saudoso António Sérgio. Foi através das ondas hertzianas e da voz única daquele locutor, que ouvi pela primeira vez uma banda Portuguesa de Heavy Metal chamada Sepulcro. Algum tempo depois, com o fim da curta carreira dessa banda, o guitarrista Beto fundou os Alkateya. Decorriam os anos 80 e os metaleiros estavam ansiosos por Heavy Metal, num país com escassos projetos de música pesada. Respondendo ao desejo dos fãs, os Alkateya encarnaram as personagens de um filme épico de batalhas, quais guerreiros de armadura e espada. Empunhando a sua arma de guerra partiram para a luta e tornaram-se uma das bandas mais marcantes na cena underground Portuguesa. Quando os ouvi pela primeira vez, estava longe de pensar que viria a percorrer algumas centenas de quilómetros em digressão com a banda. Isso aconteceu quando os Alkateya e os The Coven, de quem fui manager, se juntaram para uma pequena digressão em Portugal. Eu e o Gustavo Vidal, que ajudou muito os Alkateya, conseguimos reunir forças para programar alguns concertos. Na altura, conseguir marcar três ou quatro concertos com antecedência era um feito notável para bandas sem edições discográficas, apenas apoiadas em demos, fanzines, programas de rádio e os fiéis metaleiros.

“Replay” é uma compilação que reúne as três demos que a banda editou: “Alkateya” de 1986, “Star Riders” de 1987 e “Face To Face” de 1990. Serve como documento de um período áureo do underground metálico em Portugal. Os temas foram remasterizados por Rodolfo Morgado e o lançamento aconteceu em 2003, uma edição de autor pelo vocalista João Pinto. O Heavy Metal épico, grandioso foi a imagem de marca dos Alkateya e ouve-se ao longo das dez músicas. Temas como “Demon Rider”, “Face To Face (We Are One)”, “Star Riders” “Old Man” são obras inesquecíveis. No entanto, é difícil destacar mais temas porque todos se tornaram muito relevantes, quer pelo airplay nos programas da especialidade, quer nas atuações ao vivo. A emotividade guerreira do verdadeiro Heavy Metal de Manowar, a influência mística de Iron Maiden e até a impetuosidade dos Judas Priest eram retratadas pelos Alkateya com a sua própria criatividade. Conseguia-se sentir o orgulho nacional das conquistas passadas. As composições epopeicas eram complementadas pela voz robusta de João Pinto. Beto desfilava solos longos e intrincados à boa maneira guitar hero. Claro que a produção não conseguiu acompanhar o talento e empenho dos músicos, nem a mistura fez o equilíbrio necessário entre instrumentos, mas tudo isto aconteceu há mais de 30 anos. Os meios e o conhecimento eram escassos, mas isso não impediu que uma banda só com demos (cassetes gravadas e copiadas de forma caseira) alcançasse um reconhecimento notável.

Falar de Sepulcro e Alkateya, é falar de âncoras fundamentais para a divulgação do Heavy Metal em Portugal, refiro-me de novo ao Lança-Chamas e ao Rock Rendez Vous. António Sérgio, Gustavo Vidal, António Freitas e Paulo Fernandes impulsionaram um movimento que cresceu até aos dias de hoje.

Foto: Cameraman Metálico

Músicos:

João Pinto - Voz e Guitarra clássica (tema 7)

Beto - Guitarras

Paulo Rui - Baixo

Manel “Animal” - Bateria (temas 3, 4 e 5)

Zé Castro - Bateria (temas 1, 2, 6, 7, 8. 9 e 10)


Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page